Deixe um comentário

Peelings – qual o mais adequado para sua pele?

Peeling-3D-560x431Que o peeling é um tratamento super versátil e completo, isso já sabemos. Ele pode ser feito tanto para amenizar linhas finas e pele cansada, como também para tratar rugas mais profundas, marcas de acne e manchas. Os peelings são feitos com esfoliações mecânicas e aplicação de substâncias químicas no rosto. Suas diversas variações, por fim, melhoram a pele e promovem a sua renovação.

Mas, você sabia que atualmente existem três tipos de peelings? Os superficiais, os médios e os profundos. Cada um deles age em diferentes camadas da pele. No entanto, todos eles atuam da mesma maneira, destruindo as camadas da epiderme e/ou derme e depois provocando a regeneração destes tecidos. Quando a pele é agredida, ela procura se defender produzindo colágeno, desta forma, há um tratamento do problema em questão.

Conheça um pouco mais sobre cada tipo de peeling:

Superficial

Ele é mais leve e a pele se recupera com mais rapidez, pois há uma descamação suave. Ele é indicado para peles oleosas, com acne, com manchas e poros dilatados.

Médio

Ele atinge uma camada mais profunda da pele. Geralmente, a recuperação acontece após 4 dias, mas a pele pode ficar um pouco avermelhada e com cascas grossas. Ele é indicado para quem sofre com as manchas superficiais, médias ou profundas e sardas; ele também fecha os poros e ameniza as rugas mais finas.

Profundo

O peeling profundo é mais agressivo e atinge os tecidos cutâneos. Ele é indicado para tratar rugas mais profundas, cicatrizes de acne, manchas resistentes e flacidez. Além do mais, ele acelera a produção de colágeno e promove o rejuvenescimento facial.

É importante ressaltar que a escolha da melhor técnica para sua pele depende exclusivamente da avaliação médica. Somente um dermatologista pode indicar o melhor tratamento, de acordo com seu biotipo e e suas necessidades. Fique atenta!

Anúncios