Herpes simples: causas, tratamento e prevenção

Deixe um comentário

images (14)O herpes simples é um vírus que se caracteriza pelo surgimento de pequenas bolhas agrupadas especialmente nos lábios e nas genitais, mas que  podem surgir em diversas partes do corpo.

De acordo com a dermatologista Viviany Amaral existem dois tipos principais de herpes simples. ‘’ O tipo 1 está  associado com infecções faciais e o tipo 2 com infecções genitais’’, comenta.

Comum em crianças, muitas vezes o vírus é confundido com aftas, pois seus sintomas são mais discretos. Em países em desenvolvimento quase 100% das crianças contraem o vírus até os cinco anos de idade.  Já a infecção com o vírus tipo 2 tem sua maior incidência na puberdade.

O contágio com o herpes pode acontecer através de pessoas que não costumam apresentar os sintomas aparentes. ‘’O vírus pode ser eliminado na saliva e nas secreções genitais de indivíduos sem sintomas, principalmente nos dias ou semanas após um ataque da doença. Porém a quantidade eliminada através de lesões ativas é 100 a 1000 vezes maior”, afirma a Dra. Viviany.

Os sintomas do herpes são percebidos através do surgimento de bolhas com líquido claro ou amarelado, que ao se romperem formam crostas na pele. Muitas vezes, estas bolhas podem causar coceira, ardência e formigamento. No herpes genital podem ocorrer febre e ardor ao urinar,sintomas que costumam desaparecer em uma semana.

A primeira infecção com o vírus é mais dolorosa e com recuperação mais demorada, já as reincidências vem acompanhadas com os mesmos sintomas, mas com menor intensidade.

Algumas vacinas vem sendo testadas para o tratamento do herpes, mas nenhuma ainda teve sua eficácia comprovada. O uso de medicamentos antivirais ajuda a diminuir o período de evolução da crise e também seus sintomas. A dermatologista Viviany Amaral recomenda o laser como tratamento para o herpes labial. ‘’A utilização do laser é proposta como coadjuvante no tratamento do herpes labial, com a vantagem de diminuir o tempo de latência e a frequência do aparecimento das lesões’’, diz.

A melhor maneira de evitar o herpes é através da prevenção. Por ser uma doença sexualmente transmissível, o uso de preservativos evita o contágio. Se você sabe que tem o vírus, informe ao seu parceiro (a).

Estresse, exposição solar prolongada e a menstruação podem favorecer a reincidência da doença, por isso, procure controlar ao máximo estes fatores. Mantenha sempre as mãos limpas e evite tocar nas feridas.

Em caso de dúvidas ou de manifestação de alguns destes sintomas procure um médico e evite a automedicação.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s